sábado, 25 de dezembro de 2010

Etílica

De tanto pensar, tanto querer, sentir, ansiar... 

Por falta ou excesso, começo, meio e AFIM... 

Jogo palavras ao vento, guardo em mim qualquer resposta, réplica ou retórica... 

Concluo, em mim talvez, que sou conclusão de nada. EU, ELA, ele, eleS, NÓS 

Ao fim tudo é fruto de uma noite mal dormida esperando pelo canto de um galo velho... 

Ahh, este canta por obrigação, instinto, manhã... 

Já minha voz fala do álcool, fala de um sonho mal descrito, ou de uma pessoa inexplicavelmente etílica 

Já não escondo sequer os frascos, fracos, rasgos abertos no que esqueci, chama-se coração.



segunda-feira, 22 de novembro de 2010

Será?

Claro, não sou a pessoa mais indicada pra falar sobre isso, logo eu que não creio que Deus seja dono do destino das pessoas, eu que nunca tive medo de ir pro inferno, uma vez que viver as coisas a favor próprio prazerosamente é tido como infernal... não vem ao caso. O fato é que vejo pessoas falando o tempo todo, clamando à um deus que, reza a lenda, é misericordioso e santo. Santo? Por Deus favor, o que é essa tal santidade que priva os homens de sua natureza? Paro pra pensar então, Infelizes dos gregos que acreditaram piamente numa morte em guerra e promessas de que os Elísios os esperavam... Os Elísios... talvez os Elísios estejam aqui mesmo, ao nosso alcance, Hawaii, Guatemala, Canoa Quebrada, comida da avó... prazeres como o de descansar aos pés de um velho salgueiro numa manhã de quarta-feira ouvindo rock n’ roll num rádio velho... Ahh, Led Zeppelin... AC/DC... Black Sabath... diabolicamente divinos... Santa Bendita hora em que me vi livre de acreditar que meu destino esta escrito ou controlado por mão alheias. Quando parei de acreditar que sou regido passei a perder o sono, me preocupando em escrever meu destino, mudar as linhas antes que as Parcas passem a tesoura e deem um fim na vida que tenho graças a Deus (porque não). Me vejo então na obrigação de simplesmente viver, correr atrás dos meus sonhos e ambições, prazeres e desejos, assim quem sabe, Deus me perdoe pelos que o enchem de responsabilidade por erros humanos.

4971623236_41959bb590


















quinta-feira, 18 de novembro de 2010

Ser diferente é normal ...

... Mais uma mentira da mídia, a mesma que impõe você se enquadrar nos padrões da sociedade.

Definição de padrão:

1. padrão : 1-Modelo a ser seguido; exemplo a ser copiado. / 2-Regras de execução de um produto. / 3-Classificação; grau;gabarito. / 4-Modêlo oficial de medida. / 5-Modo regular ou lógico de agir. / 6-Estampas de um tecido.

. Padrões de inteligência, altura, número de calçado, roupa, de beleza ...

E a cada dia que passa morre alguém de fome .... por opção !


video


'Toda embalagem, você sabe que é feita pra enganar' ♪


Taly (;

quarta-feira, 10 de novembro de 2010

'Respeito é a lei, a única para viver' ♪

Brincos, cor de cabelo, piercings, roupas curtas ou longas, coloridos ou do preto, tatuagens, gosto musical....Nada disso interfere quando sabemos o que somos, o que queremos, do que precisamos, quem queremos por perto, a fé que temos, do que gostamos, o que sentimos, quem amamos, de que família viemos, e que queremos fazer. Cada um é o que é, e ninguém chega perto de ser pelo menos parecido com o outro. Graças a Deus

'E não é que neste mundo tem cada vez mais gente, e cada vez menos pessoas'
(Mafalda)





















Próxima tattoo dia 27/11
Taly (;

segunda-feira, 1 de novembro de 2010

Mais uma dose…

Quando cheguei me vi em meio a gente que queria ao meu lado. O lugar, aconchegante, pelas paredes marcas das pessoas que sempre, sempre mantive guardadas em alguma parte da memória mas o tempo fez questão de querer que enxergasse outros caminhos. Para muitos deles seria apenas mais um personagem vestido a caráter, para ao menos 3, o velho amigo.
Vejo um casal, parece simples, um casal, duas pessoas com desejos opostos conversando, beijando, dois corpos em atrito contra as leis da física se tornando um. Ao lado deles, uma garota. Só, acompanhada por todos, olhava ao seu redor com a impolgação de uma criança com um novo brinquedo em mãos, estranho a seus olhos e costumes. Acanhada, nota que meu olhar involuntariamente passa a se fixar em seus olhos afoitos. Seu jeito doce, contradizendo as regras ditadas pelo ambiente, me fazendo a acreditar que não era o único que não sabia reagir de forma alheia a situação. A sobriedade talvez tenha causado esta reação de minha parte, timidez é algo que me consome quando acredito ter dominio sobre mim. Me contradigo, volto  a olhar pra garota e tudo o que consigo é sorrir, trocar meia dúzia de palavras e um novo crash de sentidos. Olhos, ouvidos, boca e pele já não respondem aos meus comandos e a cada passo da garota com olhos de mar, mais bobo fica meu sorriso.
A noite vem e enfim… nada, nada porém também não é fim. Sopro, vento, brisa e furia. Nas ruas, a caminho do que um dia chamei de casa, aquela imagem não se apaga. No plano de fundo, em primeiro plano e em pleno pensar. Insône e maltrapilho,  de veras encabulado.

video

segunda-feira, 25 de outubro de 2010

Simplicidade

Sorrisos bobos, conversas, gargalhadas, abraços, companheirismo, ouvir música, dar as mãos, acordar tarde, café da manhã, amizade de verdade, viagens sem preocupações, não ter dinheiro e isso não ser um problema, andar a pé com mochila nas costas, caminhar de encontro ao nada apenas para espairecer, tenis no pé e um chinelo na mochila e isso ser a unica bagagem necessária. Ser feliz com pouca coisa e não se importar com opiniões.
São coisas simples, que aos olhos de outras pessoas podem ser ridículas, mas dentro de mim é o que mais sinto falta de tudo que já vivi.

Taly (:

terça-feira, 19 de outubro de 2010

Sabe o tempo ? Então é algo que me falta.

Senhor tempo, venho por meio deste lhe pedir que se lembre um pouco de mim. Que quando venha me visitar entre e tome uma xícara de chá, e não passe só pra dar uma olhadinha. Tenho fundamentos para pedir sua visita... Quero dar um pouco mais de atenção pro amor, pros amigos, pra família, pro blog, e até pro meu fotolog. Saiba que sua ausência me causa muita saudade, stress, falta de apetite, e até isolamento.
Percebe o quanto és importante pra mim? Por sua falta estava até desejando voltar pra Argentina. Mas a vontade já passou.


'O tempo engatinhar do jeito que eu sempre quis' ♪


Enfim, crianças o blog não foi abandonado... Simplesmente nós somos 'gente grande' e temos muitas responsabilidades. Foi se a época que estudar ocupava todo meu tempo, que minha cabeça tinha espaço pra coisas fúteis, e que acordar cedo e semana de provas eram tortura.


Taly (;

domingo, 5 de setembro de 2010

IMPROVISO, TREVA, RISO e プライド

SIM! As coisas mudam rápido de figura! Os planos que ontem pareciam não fazer sentido simplesmente se apagam e tudo passa a se resumir ao agora, ou o ontem que se estende, também conhecido como lembrança. Lembrança do recente.
Que jamais a lembrança seja do que passou num dia de sombra, e agua turva. Mascaras, figurinos, textos, ARTE. Até que ponto encena-se a comédia que vivemos? Romance, drama, tragédia e suspense são errôneos. Eu que não sei de teatro arrisco a dizer que essa arte não me vale em vida. o improviso deve ser sincero, desinibido e libertino ao ponto de satisfazer o EU. Nunca o personagem que se cria encima de expectativas ou tratamos de querer parecer... Ninguém é fantoche, teatro de marionete humana é arte hipócrita, assim como o discurso feito, os clichês oportunos e a simples idéia de ter planos.


Quem sou eu? Aquele que aprende a força como se esconder atrás de máscaras não passa de medo do real, de se importar mais com o que os outros pensam do que em ser que é. Sou aquele que te segue por becos, que te joga na cara os erros, que através da dor, te faz se sentir forte. Sou pequeno, e adquirível. Sou fraco, quem me alimenta e fortalece é apenas quem me tem. Confundível  com a besta no momentos de fúria, alguns me chamam ORGULHO, nas minhas peças, adjetivo a personagem:

Prazer, sou AQUELE QUE TE FODE!

terça-feira, 31 de agosto de 2010

Assassinando a Cultura


Antes tarde do que nunca. Aqui estou pra por em prática minhas tão sinceras idéias e críticas sobre qualquer coisa que realmente revolta, não só a mim, mas a todos daqui.
Bem ..neste último domingo, fui surpreendido com o convite do meu querido amigo Will pra ir até o Parque da Uva em Jundiaí assistir a várias bandas mostrando seu valor. Porém não pude ver cada uma delas, pois cheguei somente no final (uma pena ..em partes). Quando chego percebo que reconheço as músicas tocadas, e lá vejo uma banda
conhecida por mim há um tempo (mas é recente diga-se de passagem) tocando uma sonzera alucinante, animada e empolgante. Chama-se: Móveis Coloniais de Acaju. O legal relamente é ver o algo a mais que colocaram no barulho, como o sax, trompete e flauta transversal. Infelizmente a quantidade de pessoas que conhecem e reconhecem a banda são poucas. Mas posso dizer, e meu amigo Will confirmar, que é uma banda extremamente bacana, ainda mais ao vivo. Enfim, curtimos pra caramba.

Mas talvez vocês se perguntem porque estou dizendo isso se o blogg, tecnicamente, não é pra falar sobre esses assuntos. Claro que temos que mostrar o verdadeiro sentido da cultura musical, ou de outras culturas, mas é agora que chego à minha revolta (Claro que não devo ser o único) e às críticas que aqui devo dar ênfase.
É de se revoltar em saber que uma banda dessas que tem um verdadeiro sentido nas letras de suas músicas, que já ganhou prêmios importantes como o do MultiShow, ser deixada de lado por ter tão pouca gente no evento. Revolto-me ainda mais em saber que era entrada free. Parece que o pessoal hoje em dia só dá valor ao dinheiro, e acha que isso vai dizer que uma coisa é melhor que outra. Engano. No fim do show ainda foram vendidos produtos da banda (que comprei com muito prazer) por um preço extremamente acessível, e hoje você compra porcaras como CDs por míseros 20 ou 30 reais. Total absurdo, que o público e a mídia fazem e estão fazendo com a cultura musical do nosso país.
Posso até dar um exemplo de que minhas palavras são muito válidas. Vou citar um trecho desse de uma letra dessa fantástica banda (que estou conhecendo mais a fundo agora), e um trecho de uma banda avulsa colorida (que minha amiga Taly, que infelizmente não conheço pessoalmente, citou na postagem anterior):

"Minha doce dor se esconde,
por trás de um sorriso.
Comprado, corrompido
Feliz fingido"
- trecho da música "Seria o Rolex?"

Comparando a esse trecho de música de uma banda colorida:

"E eu quis escrever uma canção
Que pudesse te fazer sentir
E mostrar que meu coração hoje só bate por ti"

Meu, sinceramente, não dá. Aonde está a magia e empolgação nisso? É só analisar e ver quão diferentes são as qualidades e conteúdos da músicas. Música não é pra se escutar, pensar no amor perdido, chorar até cansar, e blá blá.. Música é uma coisa pra gente escutar de verdade, entender a fundo o que diz a letra, mergulhar nas palavras e seus mistérios.
Galera, eu não tenho nada contra quem goste ou não. Só estou aqui esboçando uma crítica particular, assim como qualquer um pode criticar algo que eu goste ou faça. Não vejo problemas com isso. Minha preocupação é com o futuro da música brasileira. Realmente estão querendo destruir e assassinar a nossa cultura musical. Temos que dar valor à verdadeira música e suas qualidades. Os adolescentes hoje estão tão vidrados em bandas como essas, gostam tanto, mas realmente não entendem o significado disso. Isso é cultura. Não é um brinquedo que você usa, usa e depois joga fora.
Prestem atenção e procurem coisas de qualidade realmente como posso citar aqui Renato Russo, Cazuza, Capital Inicial, Skank, Legião Urbana, Paralamas do Sucesso, enfim são tantas, que mesmo que antigas, vão realmente fazer as pessoas aprenderem o que é música de verdade, pois são músicas, bandas e cantores eternos. É ruim ver adolescentes escutando, por exemplo, Justin Bieber (vocês sabiam que ele tem QI de uma criança de 8 anos?), e as bandas nacionais coloridas por ai, que prefiro não citar nomes pra não ser linchado depois.
Bom galera, devemos refletir sobre o assunto porque senão nas escolas e em casa não vão perguntar mais o que você quer ser quando crescer, e sim, que tamanho de cérebro você quer ter quando tiver 20 anos (ou 30 que seja).

PS: guardei esse cantinho pra agradecer ae ao Will, pelas palavras a mim relacionadas no primeiro post. Agradeço Will. Vou levar isso tudo como um elogio. Abraços!!!

por Alison d=-P

sábado, 28 de agosto de 2010

Rótulos


Rótulo, pelo menos para mim, serve para as pessoas identificarem produtos e marcas.
Como tudo na vida, ramificaram o nosso Rock 'n' Roll, e dentro dele foram surgindo o Rockabilly, o Punkrock, o Hardcore, e afins. Do Hardcore veio o início dos rótulos do momento, o Emotional Hardcore, emocore, ou mais conhecido como emo. Caracterizado por músicas sentimentais e um modo de se vestir próprio. A geração emo cresceu, a música ficou 'ultrapassada' e a juventude precisava de algo pra se identificar outra vez. Veio o tal Happy Rock (?) e o Neon Rock (?), e com eles as bandas coloridas, que não tem nenhuma mensagem a ser passada, nenhuma cultura a ser agregada, são apenas músicas criadas para a molecada gostar. Nessa a sociedade impôs que todos os coloridos são emos, e isso é apenas um rótulo por falta de algo a mais que caracterize realmente o movimento . Coloridos não são emos, são coloridos. Os emos apesar de seus momentos depressivos e suas roupas estranhas tinham algum ideal, que no fundo até é bonito, mostrar seus sentimentos. E os coloridos ? O ideal seria chamar atenção ?
Isso tudo veio da falta de criatividade humana de voltar algo como o Rock 'n' Roll a ativa com suas raízes, apelando para o lado moda, o lado fazer sucesso e ganhar dinheiro. O ideal do movimento de fazer tudo com agressividade, impulsividade, atrás da liberdade, foi esquecido. E a nova geração,que nem conheceu isso, não pode ser julgada ... Afinal eles nem sabem o que é o verdadeiro Rock 'n' Roll.
Coloridos não tocam rock, não são rockeiros, eles são algo da moda, que como os emos vão sumir (eu espero) e vai continuar o rótulo, próximo estilo que será inventado, no começo vai ser chamado de colorido, e assim por diante. E nós órfãos do rock vamos ver tudo isso, sempre com nostalgia, mas no fundo rindo da situação. E cá pra nós, é cômica.


Taly (:

First Step!!!


Quando tive a ideia de montar este blog, há uns dois anos, vi que pra isso precisava encontrar pessoas com o mesmo nível de demência que eu mesmo apresento - tarefa árdoa... não demorou pra ver que essas pessoas não existiam de primeira mão, então o projeto ficou embargado esse tempo todo, até que conheci um cara - mano, tah ficando mt gay! Enfim, um cara que viaja nas ideias e consegue pensar coisas mirabolantes pra fazer dar certo, o grande problema é que planejar é uma das coisas que a gente aprendeu que não dão muito certo, as idéias são boas, tem todo um feeling envolvido por tras delas mas com os planos dos dois juntos, eu que ja não bato muito bem das ideias, me fodi, amigo eh aquele que esta junto quando você se fode, então ele é o primeiro parceiro para as postagens aqui sir. Alison de Pirangi.


A outra louca, digo, a unica dama entre nós, um doce de menina, coisinha mais meiga de mudeuso eu conheci não faz muito tempo, mas acontece que essa estúpida que só me da patada, joga as coisas na cara. O fato é que é uma das meninas mais fodas que eu já conheci e com certeza tem o principal pra idéia deste blog, não tem medo dar suas opiniões!

Advertência: A comida da Taly pode trazer riscos a sua saúde, assim como ela pode te viciar em vinho com menta.

Tímido, de poucas palavras, porém amigo para tudo, tem suas TPMs e sua comida, ao contrário da dama de cima, é legendária. Levemente marrom bombom, ótimo nos serviços de casa e péssimo em questões sentimentais. Gustavo, mais conhecido como Gu, o menino bonzinho. "Por Taly (:"



E por último e menos importante, não necessáriamente necessário: Eu, Will, um cara sem muita noção das coisas que faz suas cagadas e ainda tem coragem de criar um blog pra falar de coisas ridículas que a gente faz sem perceber, ou de coisas que os outros fazem e pensam ser necessérias pra suas vidas...



Contra frieira, inveja, mau olhado, mandinga, despacho e traz marido de volta em três dias... LARGA A MÃO!!!